Milagres, azares, bruxarias: o ímã planetário

Não seria interessante, vez por outra, passar uma graxa anti-inveja? Ou ter um ouvido totalflex, antipalavras chatas? Não seria interessante, vez por outra, passar uma graxa anti-inveja? Ou ter um ouv

Regina Carvalho
19/08/2010 - 19h54

Milagres, azares, bruxarias: o ímã planetário

Saravá, vassoura atrás da porta! Mangalô três vezes! Tranque tudo, feche as janelas. Não tem ninguém em casa. Sal grosso e réstias de alho, a bruxa está solta!

Contaram-me de uma visita sinistra ao orquidário de um amigo. A tal figura enlouqueceu com um vaso de orquídea rara. Quis levá-lo de todo jeito. É meu, caramba!

- Sinto muito, senhora, mas essa, exclusivamente essa, a senhora não vai levar. Não adianta o chilique. Pode ir guardando o faniquito. Temos mais 800 vasos só para a senhora. Mas essa não. Essa é do acervo.

Bufou, esperneou, rodou a baiana.
Levar o vaso? Necas de catibiribas!
Não saiu barato. No outro dia, os 800 vasos amanheceram mortos, secos, acabados. Menos um. Adivinhe qual?

E aquela uma, da lavadeira na fazenda? E lavava, e esfregava, e xingava, e cuspia marimbondos. E lá se ia ela dependurando o último lençol no varal. Um trator feroz acordou. Veio vindo, veio vindo! Fez a curva da árvore, mirou e foi-se! O alvo marcado, bem branquinho, todo esvoaçante! Lençol virou tapete! O paletó do patrão ficou pior que pano de chão.

Mas lá do outro lado, do lado da gente que gosta da vida e curte a onda, vivia uma cabeça avoada, só sonhando o impossível. Uma fazenda, um lago, um gramado enorme, um jardim, uma casa de campo. Coisa de novela. Lunática! Foi isso que o marido dizia, que o cunhado dizia, que até a cozinheira dizia. Coitada, bateu com a cabeça e ninguém avisou. E lá estava ela, viajando na maionese: continuava vendo, sentindo os detalhes. Até cheiro a coisa tinha. Mergulhou de cabeça. E não é que a coisa aconteceu? Depois de três anos, tudo tinha se materializado.

E a do moço? Te contaram? Inteligente que nem só. Mais que inteligente, esperto! Sabe o que quer. Tem gosto demais pelo que faz. Não é que resolveu dar um de professor?

- Larga disso, menino. Vai fazer como todo mundo que dá mais certo!

Ouvidos moucos e cabeça dura. Lá se foi, teimando daqui, voando de lá, espatifando às vezes. Um piolho de sebo!

Xô, pelega! Gente pra desanimar que não falta! E se deu bem. Muito bem por sinal. O rapaz cultivou palavras, falava em gramática, ópera, mitologia, coisa e tal. Dramatizava. E ria de tudo. Punha aluno pra curtir literatura. Entrar nas histórias. Virar personagem principal. Todo mundo gostou. E divulgou. Hoje ele está que nem Doutor da cidade. Nem horário tem. E sonha mais, mais, mais.

Não é muito diferente do que acontece com a zanga do mal-humorado, com a vó atrás do toco, de mal até com a sombra do vizinho. Acorda de susto, cai da cama, toma banho frio porque o chuveiro queimou. Sai no dia de sol, volta na chuva, encharcado feito pinto sem asa de mãe galinha. Amaldiçoa tudo, todos, qualquer coisa. E o mais incrível: quanto mais azara, mais fica azarado. E depois o cara de pau ainda reclama que a festa é sempre melhor no apartamento ao lado.

Como poderíamos classificar tudo isso? A ciência fala em magnetismo. Uma força universal que assume a direção do que ditamos. E ditamos conforme a reza.

É fácil perceber! Atraímos coisas e acontecimentos que irão se manifestar conforme a nossa criação, conforme a energia que estamos emitindo.

Mas o que explica uma pessoa querer tanto algo a ponto de fazer todo o resto ser destruído? E por que muitas vezes temos a clara sensação de que alguém está nos azarando por trás? Isso também seria manifestação do que estamos emitindo?

Em outros casos falamos de sorte, de bênçãos, milagres. Será verdade? Ou haveria outras explicações para a coisa? O que você pensa?
Sendo uma coisa ou outra, magnetismo é sério! É bom pensar bem antes de pedir, emitir ondas por aí. A coisa vem com tudo e não perdoa. Pode apostar.

Regina Carvalho: psicóloga, escritora, consultora, grafóloga.
Coluna Interativa: [email protected]
 

Patos Notícias


Patos Notícias


Patos Notícias