Quem é o doido aí, maluco?

Há pessoas no mundo que são doidas, cometem coisas de má fé e juram não fazer nada demais.

Liliane Fermel
23/01/2010 - 20h06

Quem é o doido aí, maluco?

Após ficar dias observando várias pessoas afim de chegar a uma conclusão sobre o comportamento humano, troquei um papo cabeça com minha amiga Livassa, estudante de Psicologia, sobre pessoas que possuem perturbações mentais e nós concluímos sobre a diferença entre doidos e malucos.

Os doidos são pessoas que agem de maneira insensata e que não têm noção do que fazem. Ouvem e acreditam no que querem e a mentira acompanha completamente seu cotidiano.

Já os malucos fazem coisas insanas. Mas, ao contrário do louco, eles têm a noção do fato que está sendo consumado.

Há pessoas no mundo que são doidas. Cometem coisas de má fé e juram não fazer nada demais. Isso pode ser denominado também como falta de cárater.

O caráter humano está baseado nos valores e no senso comum de cada um. Alguns nascem com, outros aprendem no decorrer da vida e já outros, nunca conseguem entender o que é isso.Para que haja controle disso, é necessário fazer um tratamento piscológico apurado para saber o diagnóstico da loucura.
 
Agora o maluco...Aquele maluco "o beleza", é o cara que gosta - quem sabe - de aparecer. Ele chega abalando todos com suas atitudes. E isso pode ser talvez carência, falta de atenção ou uma vontade imensa de viver a vida correndo riscos, sem receios dos pensamentos alheios. Esse pode até ser considerado saudável ou apenas mais um no mundo querendo chamar atenção.
 
Enfim, existem muitos doidos e malucos no mundo que acreditam que não vale a pena nessa vida ser alguém normal. Mas peraí existe gente normal? Quem é o doido aí, maluco?

Patos Notícias


Patos Notícias


Patos Notícias