A importância da doação de orgãos

É permitir que a vida continue viva em outra pessoa, quando ela deixar de pulsar no nosso ou no corpo de quem nós amamos.

Maria Célia de Oliveira
02/06/2009 - 08h48

A importância da doação de orgãos

Doar órgãos é um gesto de extrema generosidade e se você deseja participar desse gesto milagroso, informe a sua família, converse com seus país, seus filhos, com seus tios, primos e com seus amigos.

Fale com todos, esclareça que se alguma fatalidade acontecer com você, que seus órgãos sejam doados.Diga à sua família que você é um doador, que você é fonte de vida.
 
A doação de Córnea só pode ser feita após a morte.
 
Comunique com sua família o seu desejo de ser doador. Não é necessário deixar nada por escrito.  É preciso que algumas pessoas da sua família que é a responsável pela realização deste seu último desejo estejam cientes da sua vontade.
 
A morte pode ser por acidente, encefálica ou natural.  A doação só se concretiza após a família fazer a autorização por escrito desde que não ultrapasse 6 horas após o falecimento.
 
Transplante de Córnea

A cirurgia não causa nenhum efeito estético indesejável ao doador. A lista é coordenada pelo MG Transplantes. No transplante, mantêm-se sigilo sobre a identidade do doador e do receptor.

Para lembrar-se de mim

"Dê meus olhos ao homem que nunca viu o sol nascer, nem o rosto de uma criança ou o amor nos olhos de uma mulher...
Dê meu coração a uma pessoa cujo coração nada lhe deu, a não ser dias de desespero, angústia e dor...
Dê meus rins a alguém que depende de uma máquina para continuar sua existência aqui nesta terra...
Tome meus ossos, cada músculo, cada fibra e nervo do meu corpo e encontre um jeito de fazer andar uma criança que nunca andou...
E se tiverem que queimar algo meu, deixe que sejam meus pecados, minhas omissões, minhas faltas, minhas fraquezas...
E, se por acaso, quiserem lembrar de mim, façam  isso através de um gesto gentil, ou uma palavra de amor a alguém que necessite de você...
Se você fizer tudo isso que pedi certamente terei feito na minha morte o que não fiz em toda a minha vida..." Doador Anônimo
 
Faça contato com Iocione Thompson Gondim
Hospital Regional Antônio Dias
MG Transplante
Rede Fhemig
 

 

Patos Notícias


Patos Notícias


Patos Notícias