PM é acionada após patrão assediar sexualmente funcionária no Bairro Rosário

O dono também teria proposto sexo a três para a jovem e outro funcionário.

Caio Machado
02/04/2020 - 15h33

PM é acionada após patrão assediar sexualmente funcionária no Bairro Rosário Imagem Ilustrativa

A Polícia Militar (PM) foi acionada após o dono de uma empresa no Bairro Rosário assediar sexualmente uma funcionária de 20 anos nesta última quinta-feira (02).

Segundo o boletim de ocorrência, a vítima acionou os militares relatando que os assédios tiveram início logo que foi contratada, cerca de dois meses atrás.

Temerosa por perder o emprego, relevava os abusos do chefe, porém com o tempo, as brincadeiras foram ficando insustentáveis e extremamente pornográficas.

Em um dos episódios, o proprietário chegou a comparar o tamanho do pênis a uma garrafa pet, constrangendo a funcionária na frente dos demais funcionários.

Nesta última quarta-feira (1º), o chefe fotografou as nádegas da jovem e enviou para um dos funcionários perguntando se “ele topava”.

O funcionário teria respondido “na hora”, o que fez com que a moça acionasse a PM, por estar com medo deles, pelo fato de trabalharem de portas fechadas.

O proprietário da empresa foi abordado pelos militares e alegou que tudo se passava de uma brincadeira, pedindo desculpa diversas vezes.

Ele chegou a apagar a foto da conversa no WhatsApp com o funcionário e não permitiu que a PM lesse o teor da mesma.

Por fim, a imagem foi encontrada na galeria do celular do suspeito e após confirmado pela vítima que se tratava das nádegas dela, o aparelho foi apreendido.

O funcionário que teria recebido a imagem não foi encontrado para prestar depoimento, pois estava na zona rural prestando um serviço.

Patos Notícias


Patos Notícias