Hospital Vera Cruz afirma que é precoce falar que homem de 79 anos morreu por Coronavírus

Filho dele também emitiu uma nota e disse que o caso é considerado suspeito, mas que ele tinha outras complicações.

Igor Nunes
29/03/2020 - 14h26

Hospital Vera Cruz afirma que é precoce falar que homem de 79 anos morreu por Coronavírus

O Hospital Vera Cruz em Patos de Minas realizou uma coletiva de imprensa no fim da manhã deste domingo (29/03) para esclarecer boatos nas redes sociais sobre a morte de um idoso de 79 anos que teria sido por conta do coronavírus (COVID-19). A morte foi confirmada pelo hospital, que esclareceu que ainda é cedo para afirmar se tratar do vírus. Familiares também emitiram uma nota para esclarecer a população sobre o caso. Outros três parentes do idoso estão internados, mas passam bem.

A diretora clínica do Hospital Vera Cruz, Kátia Alves Ramos, disse na coletiva que o idoso deu entrada com um quadro de insuficiência respiratória aguda e que logo foi colocado em isolamento, devido a suspeita de COVID-19. Ela também esclareceu que o idoso já era paciente do hospital e que tinha outros problemas de saúde.

O filho dele informou em nota que o pai era diabético, cardíaco, com uma coronária obstruída e que tinha fibrose pulmonar.  Além disso, o idoso pegou dengue no dia 25/03, sendo bem atendido e diagnosticado naquele mesmo hospital. Ainda segundo a nota do filho, na manhã de sábado, a situação respiratória do idoso se agravou e por isso foi levado novamente ao hospital.

Kátia informou que ainda é cedo para falar que o idoso morreu por coronavírus (COVID-19) e que exames foram coletados para confirmar a doença. Ela garantiu que o Hospital Vera Cruz onde o paciente estava tomou as medidas protocolares necessárias, inclusive com colhimento de material para análise em Belo Horizonte e aguarda resultado que devido ao grande número de exames a serem feitos não deverá sair em menos de 15 dias.

A médica também confirmou que a esposa e a filha do idoso estão internado no hospital, isolados e também com a suspeita de COVID-19, mas passam bem e estão em observação. Tanto a família quanto o hospital esclarecem que o caso ainda é tratado como suspeito e que ainda é cedo falar sobre a contaminação pelo vírus.

O filho do idoso disse na nota que o enterro foi feito (em Lagoa Formosa) sem velório, sem familiares e sem amigos. Somente o filho, dois funcionários da funerária e o coveiro participaram do sepultamento. Além disso, tiveram que tomar todas as proteções e recomendações de saúde pública.

Na nota, a família pede orações neste momento difícil de muita dor e sofrimento. Eles também agradecem as mensagens recebidas por familiares e amigos.

A Prefeitura também emitiu a seguinte nota:

Quanto à morte (suspeita de ser em decorrência de Covid-19) noticiada pelos meios de comunicação nesse sábado (28), a Prefeitura de Patos de Minas esclarece:

- A Secretaria Municipal de Saúde foi informada do óbito e de mais três outros casos relacionados ao paciente que estão sob investigação e que também foram notificados;

- As três pessoas estão internadas e realizando exames para confirmar ou afastar a possibilidade de infecção por coronavírus;

- Apenas os exames realizados poderão atestar o motivo da morte do paciente.

Solicitamos mais uma vez aos veículos de comunicação cautela ao divulgar informações neste momento. Para evitar causar pânico na população, antes da publicação de assuntos relacionados à saúde, pedimos que sejam consultados os canais oficiais e a Secretaria Municipal de Saúde, por intermédio da secretária Denise Fonseca.


  • Galeria
Fotos e informações: Edvar Santos - Rádio Clube

Patos Notícias


Patos Notícias