Homem fica gravemente ferido após ser atropelado por motociclista que fazia racha no Bairro Brasil

Brasil O atropelamento aconteceu nesta última quarta-feira (18).

Caio Machado
19/03/2020 - 09h45

Homem fica gravemente ferido após ser atropelado por motociclista que fazia racha no Bairro Brasil

Um homem de 36 anos ficou gravemente ferido após ser atropelado por um motociclista que praticava racha com um amigo em ruas do Bairro Brasil nesta última quarta-feira (18).

Segundo o boletim de ocorrência, a Polícia Militar (PM) foi acionada para socorrer um acidente de trânsito, com vítimas de ferimento, na Avenida Paranaíba.

No local, o motociclista Paulo Henrique Nunes da Silva Santos, 24, que havia atropelado um pedestre com uma Kawazaki z1000 na Rua Paraná, estava sendo socorrido pelo Samu.

Durante a colisão, Paulo caiu no chão e sofreu diversas escoriações pelos membros superiores e inferiores e suspeita de fratura na clavícula, sendo levado para a UPA.

Já a vítima Kenzo Rosa Rodrigues, de anos 36, ficou caída ao solo, inconsciente, com politraumatismos pelo corpo, em estado gravíssimo.

Ele foi socorrido ao Hospital Regional Antônio Dias por bombeiros, onde foi submetido a uma cirurgia emergencial e se encontra sedado no centro de tratamento intensivo (CTI).

De acordo com relatos de testemunhas, o motociclista que atropelou Kenzo participava de rachas na rua, em alta velocidade, com outro motociclista.

No momento do atropelamento, o motociclista Antonio Resende Oliveira, 23, que conduzia uma Yamaha XJ6, escondeu a moto numa residência local e voltou a pé.

Os policiais abordaram o suspeito Antonio, que alegou que junto de Paulo estavam indo até à casa de um amigo verificar um veículo que estava sendo polido.

No relato, ele alega que Paulo mudou o trajeto para atender um telefonema da namorada e que ao encontra-lo, ele já estava caído ao solo junto da vítima que havia sido atropelada.

Paulo teria dito para que Antônio levasse a moto para avaliar os danos, momento em que um transeunte ofereceu um barracão na Rua Paraná, para guardar a Yamaha XJ6.

Os dois suspeitos receberam voz de prisão em flagrante por suspeita de disputa de corrida não autorizada e foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil.

As motocicletas foram apreendidas e movidas ao pátio credenciado ao Detran. A perícia da Polícia Civil compareceu ao local para apurar as causas do atropelamento.

Patos Notícias


Patos Notícias