Homem de 30 anos é preso por suspeita de estuprar criança de quatro anos em Guarda dos Ferreiros

O incidente ocorreu nesta última quarta-feira (13).

13/02/2020 - 09h59

Homem de 30 anos é preso por suspeita de estuprar criança de quatro anos em Guarda dos Ferreiros Imagem Ilustrativa: Arquivo

Um homem de 30 anos, natural da cidade de Coelho Neto/M), foi preso na tarde desta quarta-feira (12), no Distrito de Guarda dos Ferreiros, suspeito de estuprar um menino de quatro anos.

De acordo com o boletim de ocorrência, a tia do suspeito acionou a Polícia Militar (PM). No local, em contato com as testemunhas, as mesmas relataram que o suspeito trabalha como pedreiro e fazia a construção de um muro na casa da tia.

A mãe disse para os militares que passou a noite internada no hospital de São Gotardo e que, neste período, deixou o filho na casa da tia. Ao receber alta medica e, retornar para a casa, encontrou o menino abatido e reclamando de dor na barriga e no ânus. Ao ser questionado, o garoto disse apenas que um homem o machucou com um “pinto”.

Ainda ser perceber que seria o suspeito, a mãe foi em direção pedreiro e o perguntou se teria visto algum estranho mexendo com o filho dela, vindo ele a relatar apenas que viu o menino sair e ir até a casa vizinha e depois retornar com o semblante abatido.

Desconfiados, os militares, de forma mais privada, inclusive longe do pedreiro, conversaram com o menino, o qual disse que o pedreiro foi quem o abusou, contando que ele aproveitou que estava sozinho, o obrigou a tirar a bermuda, depois começou a lhe acariciar e após o pressionar no sofá, cometeu o abuso.

Diante das informações, os militares prenderam o pedreiro Leonardo Alves da Costa, 30 anos, pelo crime de estupro de vulnerável. O menino passou por exames no Hospital De São Gotardo.

Depois de constatar o abuso, com sangramento ativo na região anal, hematomas e lacerações externas, o menino foi transferido para um hospital em Patos de Minas, para passar por novos exames com um especialista.

Leonardo Alves da Costa foi ouvido pelo Delegado de Polícia Civil de Rio Paranaíba, autuado e levado para a Penitenciária da cidade de Carmo do Paranaíba. O Conselho Tutelar da cidade de Rio Paranaíba acompanhou todo o registro da ocorrência.

Fonte: Toninho Cury

Patos Notícias


Patos Notícias