Moradores reclamam de buracos em diversas ruas da cidade de Patos de Minas

O problema agrava ainda mais com alta incidência de chuvas na região.

Caio Machado e Igor Nunes
12/02/2020 - 16h37

Moradores reclamam de buracos em diversas ruas da cidade de Patos de Minas

Os buracos no asfalto encontrados em diversas ruas e avenidas da cidade continuam causando transtornos aos moradores de Patos de Minas. Pessoas de diferentes localidades entraram em contato com a redação do Patos Notícias relatando os problemas que estão enfrentando devido aos buracos.

No Bairro Jardim Esperança, divisa com o Bairro Residencial Monjolo, Carlos Basílio Gomes, proprietário de um supermercado na Rua Arthur Magalhães,, afirma que os buracos deixaram o local praticamente intransitável.

“Os buracos começaram antes mesmos das chuvas e a Prefeitura não tomou nenhuma providência. Com as chuvas, a situação agravou e até mesmo os ônibus de transporte coletivo não estão passando mais pela rua, sendo obrigados a realizar um desvio”, descreveu o comerciante.

O local passa por obras de duplicação, mas enquanto a via não é ampliada, os transeuntes precisam encarar crateras enormes, que com frequência se tornam poças, devido às chuvas recentes, o que redobra o perigo de transitar, pois a água dificulta a percepção de profundidade dos buracos.

A fisioterapeuta Daniela Cristina passa frequentemente pela Rua José Caixeta, no Bairro Laranjeiras, para atender clientes. Ela disse que a situação da rua é crítica e já teve uma roda do carro amassada por conta do buraco.

Além do zigue-zague para desviar das cavidades, no cruzamento com a Avenida Angra dos Reis, os carros que seguem sentido a Rua São Geraldo, tem que parar na esquina, já que existe um buraco e um bueiro danificado impedindo metade da rua.

Os prejuízos materiais também afetam os moradores da parte baixa da Avenida Marechal Deodoro, esquina com a Avenida Padre Almir, no Bairro Sobradinho. No local, buracos imensos e profundos dificultam ainda mais o deslocamento pela via, que também possui um ângulo agudo de inclinação.

A moradora Rayssa Ívila, que mora em frente a um dos buracos, afirma que já solicitou ajuda da Prefeitura e até de vereadores inúmeras vezes e que nada ainda foi feito. “É um transtorno muito grande. Já caí no buraco quatro vezes e como meu carro é largo e a avenida é inclinada, fica difícil desviar”.

Ela relata que em uma das vezes que ficou presa nas crateras, precisou pedir ajuda a funcionários dos Correios. “Se não fossem pelos carteiros que estavam na rua, eu não teria conseguido sair. Durante a noite o local é perigoso até para os pedestres, pois os buracos são muito fundos”, relata.

Em contato com a assessoria de imprensa da prefeitura de Patos Notícias, o Patos Notícias foi informado que três frentes atuam simultaneamente e diariamente na operação tapa-buracos, mas que devido a incidência dos problemas, a demanda se torna muito apertada.

A Prefeitura recomenda ainda que as reclamações dos moradores sobre os buracos das ruas da cidade sejam protocoladas diretamente com a ouvidoria do município, para que os pedidos sejam atendidos e agendados no cronograma da operação tapa-buracos.


  • Galeria
  • Galeria
  • Patos Notícias
  • Galeria
  • Galeria
  • Patos Notícias
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
Fotos: Bruno Píres, Caio Machado e Igor Nunes

Patos Notícias


Patos Notícias