Corpo de idosa patense que desapareceu na enxurrada em Sete Lagoas é encontrado

O corpo do motorista de aplicativo de 36 anos foi encontrado no dia anterior, a cerca de 300 metros do carro.

Igor Nunes
04/12/2019 - 18h07

Corpo de idosa patense que desapareceu na enxurrada em Sete Lagoas é encontrado Maria Regina de Deus tinha 60 anos e era natural de Patos de Minas, mas residia em Sete Lagoas.

 

O Corpo de Bombeiros de Sete Lagoas encontrou no fim da tarde desta quarta-feira (04/12) o corpo da idosa patense Maria Regina de Deus, de 59 anos, que desapareceu após forte chuva naquela cidade, que fica na região central de Minas Gerais. O cadáver foi visto por um caseiro, a cerca de 1,5 km de onde o veículo foi arrastado pela enxurrada.

Segundo o jornal O Tempo, o corpo foi encontrado num sítio no Bairro Verde Vale. Familiares da idosa foram até o local e fizeram a identificação. Maria Regina estava retornando da aula de costura para casa na tarde de segunda-feira (02/12). O veículo de aplicativo caiu no córrego no Bairro Nova Cidade e foi arrastado pela enxurrada.

O veículo foi localizado a cerca de 700 metros do local do acidente, capotado e com as rodas para cima. O corpo motorista de aplicativo foi encontrado no dia seguinte, 15 horas após o acidente, a cerca de 300 metros do veículo.

Maria Regina é ex-aluna e ex-funcionária da Escola Estadual Antônio Dias Maciel - Escola Normal. Natural de Patos de Minas, ela morava recentemente em Sete Lagoas/MG. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Sete Lagoas e foi liberado aos famliares. Ela será sepultada em Patos de Minas nesta quinta-feira às 16h no Cemitério Parque da Esperança. Ela deixa o marido, duas filhas, genros e três netos, além de familiares e amigos em Patos de Minas.

O horário foi alterado devido a trâmites burocráticos do translado de Sete Lagoas a Patos de Minas. Não será às 10h, mas sim a previsão é 16h.

 

Patos Notícias


Patos Notícias