Em pleno Dia da Consciência Negra, homem de 55 anos é preso por injúria racial em Patos de Minas

O suspeito ofendeu a funcionária da farmácia municipal na manhã desta quarta-feira (20).

Caio Machado
20/11/2019 - 11h52

Em pleno Dia da Consciência Negra, homem de 55 anos é preso por injúria racial em Patos de Minas

Um homem de 55 anos foi preso por suspeita de injúria racial, após ofender a funcionária da Farmácia Municipal de Patos de Minas, na manhã desta quarta-feira (20).

De acordo com o sargento Moreira, o suspeito entrou no estabelecimento apresentando sintomas de embriaguez e começou a importunar as pessoas que aguardavam para pegar medicamentos.

Em certo momento, o homem pegou a mão de uma funcionária e começou a puxá-la, o que fez com que a vítima intervisse e pedisse para ele parar.

O suspeito saiu do local e ao aproximar-se da entrada disse que “é por isso que o Brasil está racismo no Brasil, porque preto não é gente e não presta”.

Após o acionamento da Polícia Militar (PM), o suspeito Luis Antônio Justino, de 55 anos, foi localizado e preso nas proximidades do Mercado Municipal.

Na delegacia de Polícia Civil, a vítima reconheceu o suspeito e confirmou a história. Luis Antônio foi preso por suspeita de injúria racial em pleno Dia da Consciência Negra.

Fonte e Fotos: Toninho Cury

Patos Notícias


Patos Notícias


Patos Notícias