Garota de programa é presa por suspeita de furtar celular de cliente que não pagou por programa

A moça nega que tenha furtado o aparelho celular.

14/10/2019 - 10h32

Garota de programa é presa por suspeita de furtar celular de cliente que não pagou por programa

Uma mulher de 23 anos foi parar na delegacia de Polícia Civil de Patos de Minas, na madrugada desta segunda-feira (14), suspeita de furtar o celular de vigia de um posto de combustível, que fica no Centro da cidade, após um desentendimento, relativo a um programa sexual.

A Polícia Militar (PM) fazia um patrulhamento e, ao passar na frente do posto, o vigia solicitou a presença policial relatando que, durante o trabalho, convidou a suspeita para fazer um programa sexual.

Sem combinar o valor, os dois entraram para o banheiro do estabelecimento e mantiveram a relação. Depois, o vigia se recusou a pagar R$ 50 pelo programa. Neste instante, ele disse para os militares que a suspeita aproveitou da situação, pegou o celular dele, que estava em cima do balcão, e saiu do local e o ameaçando, falando que iria buscar uns caras para acertar, retornando sem o aparelho.

A suspeita, depois de ser abordada, confirmou que manteve a relação com ele e que não recebeu o valor pedido, porém negou que tenha furtado o aparelho. “Eu não peguei nada, ele está falando essa versão para se esquivar de me pagar”, falou a suspeita.

A PM informou que, durante as diligencias, os militares receberam a informação que a suspeita passou o aparelho a um indivíduo de apelido “Locão”, o qual estaria tentando vendê-lo em bocas de fumo, do Bairro Nossa Senhora Aparecida, mas até o momento não foi localizado.


  • Galeria
Fonte e Fotos: Toninho Cury

Patos Notícias


Patos Notícias


Patos Notícias