Suicídio é tema de palestra promovida pela Escola do Legislativo

O tema faz alusão à campanha nacional “Setembro Amarelo, apoiada também pela Escola do Legislativo da Câmara Municipal de Patos de Minas.

20/09/2019 - 10h49

Suicídio é tema de palestra promovida pela Escola do Legislativo

Por meio da iniciativa da Escola do Legislativo, foi realizada, na tarde dessa terça-feira (17/09), no plenário da Câmara Municipal de Patos de Minas, a palestra "Setembro Amarelo: A melhor escolha sempre é a vida", com foco na conscientização e prevenção do suicídio.

Na oportunidade, estiveram presentes os parlamentares Edimê Erlinda de Lima Avelar, Isaías Martins de Oliveira, Maria Beatriz de Castro A. Savassi – Béia Savassi e Otaviano Marques de Amorim, bem como servidores, assessores e visitantes.

A abertura do encontro se deu com a participação do coordenador da Escola do Legislativo da Câmara Municipal, Guilherme Moura, que explanou sobre a importância de falar sobre o suicídio, problema de saúde pública que cresce cada vez mais no país. Segundo Guilherme Moura, a Escola do Legislativo vem desempenhando ações e abraçando diferentes causas, sempre gratuitas e abertas à população, com o intuito de conscientizar e alertar à sociedade sobre temas de relevante utilidade pública.

A palestra magna foi ministrada pela psicóloga clínica e organizacional, Camila Matos, que explicou sobre a história e a simbologia das cores do setembro amarelo, destacando que a motivação e inspiração das pessoas na criação da campanha foi a morte, por suicídio, de um rapaz americano de 17 anos dentro do seu carro, um Mustang 68, restaurado e pintado pelo próprio jovem, na cor amarela.

Na oportunidade, Camila Matos citou estatísticas da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre o tema, bem como expôs sobre o que é o suicídio e como ele acontece. Segundo os dados apresentados, o suicídio é a 4ª maior causa de morte de adolescentes; representa a 8ª principal causa de morte das pessoas; 17% da população já pensou em suicídio; a cada 45 minutos um brasileiro/a se mata; e mais de 12 mil mortes acontecem ao ano, no Brasil, em decorrência dessa prática, das quais a grande maioria são homens.

A psicóloga também explicou sobre as principais causas do suicídio, como, por exemplo, depressão, problemas financeiros e bullyng; mitos e verdades sobre o tema; principais sinais e frases utilizadas; e maneiras de ajudar a si mesmo e ao próximo, especialmente por meio do diálogo e da arte de ouvir. Dinâmicas e exercícios também fizeram parte da palestra, encerrada pela psicóloga com a exibição de um poema em forma de vídeo, do poeta Bráulio Bessa, que fala sobre a dor do outro e a nossa dor; que sempre podemos ajudar alguém; ou que sempre podemos ser ajudados por alguém.

O público presente participou ativamente do encontro, com depoimentos, perguntas e trocas de conhecimentos. O membro da Associação Amor Exigente, Wilson Papala, por exemplo, contou sobre sua história de vida, relatando momentos de angústia e sofrimento vivenciados por ele, que resultaram em duas tentativas de suicídio. Wilson Papala declarou, ainda, que já faz 10 anos que, com muito autoconhecimento e ajuda de outras pessoas, sente prazer em viver e não deseja mais a própria morte.

Para encerrar, o coordenador da Escola do Legislativo agradeceu a presença de todos, reforçou a importância de desmistificar o assunto por meio da informação e exibiu um vídeo do cantor Chester Bennington, da banda Linkin Park, como forma de alerta aos sinais da depressão, já que o cantor produziu as músicas do último CD com mensagens de despedida, e, passados alguns dias depois de lançar o álbum, se suicidou.


  • Galeria
  • Galeria
  • Patos Notícias
  • Galeria
  • Galeria
  • Patos Notícias
  • Galeria
  • Galeria
  • Patos Notícias
  • Galeria
  • Galeria
  • Patos Notícias
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
Fonte e fotos: Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Patos de Minas