Megaoperação Mosaico da Polícia Civil fiscaliza empresas que vendem peças de veículos

As empresas que foram fiscalizadas e que trabalham com peças usadas foram notificadas a se regularizar junto ao DETRAN/MG.

Igor Nunes
19/09/2019 - 12h15

Megaoperação Mosaico da Polícia Civil fiscaliza empresas que vendem peças de veículos

A Polícia Civil está realizando nesta quinta-feira (19/09) em Minas Gerais a Operação Mosaico. Cerca de 900 policiais em 140 cidades participam da megaoperação que visa combater o comércio clandestino de peças de veículos usados. Na área do 10º Departamento Regional de Polícia Civil - DRPC foram 26 empresas fiscalizadas em sete cidades da região.

A megaoperação é para coibir a atuação de estabelecimentos em desacordo com regras determinadas pelo Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG). A 1ª Delegacia Regional do 10º DRPC em Patos de Minas fiscalizou seis empresas, sendo três em Patos de Minas, uma em Carmo do Paranaíba e outra em São Gotardo. Já a 2ª Delegacia Regional do 10º DRPC teve 20 empresas como alvo da operação, sendo 11 em Patrocínio, duas em Monte Carmelo, quatro em Coromandel e uma em Abadia dos Dourados. As demais empresas não identificadas, nesta primeira etapa, serão identificadas e notificadas a partir da semana que vem.

O delegado regional de Polícia Civil de Patrocínio, Valter André, explicou que esta primeira etapa é para identificar empresas que vendem peças de veículos usados e notificá-las. Aqueles estabelecimentos que trabalham apenas com peças novas não precisam de credenciamento junto ao DETRAN/MG. Já as empresas que trabalham com revenda de peças de veículos usados necessitam realizar o cadastro. A Polícia Civil deu prazo de 30 dias para que estas empresas que ainda não tiverem sido cadastradas façam a regularização. “Se não se regularizar, o estabelecimento será lacrado e multado”, explicou Valter André.

Ainda de acordo com o delegado, as empresas que já estavam com o cadastro em andamento no DETRAN/MG não foram fiscalizadas, já que aguardam apenas a homologação. Todas as empresas que façam desmonte e/ou revenda de peças usadas de veículos deverão efetuar o credenciamento obrigatório.


  • Galeria
  • Galeria
  • Patos Notícias
  • Galeria