Após mudança na escala de agentes penitenciários, familiares protestam na porta do Presídio Sebastião Satiro

O Governo de Minas Gerais voltou atrás na decisão e escala volta para 24/72.

Igor Nunes
03/09/2019 - 10h32

Após mudança na escala de agentes penitenciários, familiares protestam na porta do Presídio Sebastião Satiro

A mudança na escala de trabalho dos agentes penitenciários da 10ª Região Integrada de Segurança Pública – 10ª RISP causou uma reação em cadeia em diversos setores do sistema prisional da região. Os agentes penitenciários se manifestaram contrários a nova norma de trabalho. Até os familiares dos detentos abraçaram a causa e foram para rua protestar. A decisão foi revogada pelo Governo de Minas Gerais na tarde desta segunda-feira (03/09).

A diarista Maria Elizete da Silva é mãe de um detento do Presídio Sebastião Satiro e conversou com nossa equipe. Ela disse que as visitas têm sido prejudicadas por conta da mudança na escala de trabalho dos agentes penitenciários. Segundo ela, os servidores trabalhavam na escala de 24/72 e passaram a trabalhar na escala de 12/36. Com a mudança, os agentes tem tido dificuldade para atender realizar a revista durante as visitas. “Este fim de semana, gastamos mais de 40 minutos para passar pela revista, com isso perdemos tempo de ficar com nosso ente querido”, disse.

Claudia Abadia Rosa está com o irmão e o marido no presídio. Ela e as demais manifestantes entendem a reclamação dos agentes penitenciários e colocam a favor do retorno da escala de trabalho de 24/72. “Assim eles tratam a gente mais dignamente, pois estão menos estressados”, disse.

O representante do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Triângulo Mineiro e Alto do Paranaíba, Olivar Dias, disse que a escala de 24/72 foi implantada há dois anos e tem surtido um efeito muito bom no sistema prisional de Minas Gerais. Segundo ele, com 72 horas de folga, o agente consegue se desintoxicar daquele ambiente prisional e volta a trabalhar com melhores condições psicológicas.

Ainda de acordo com Olivar, a mudança da escala de trabalho pegou todos de surpresa e foi feita sem nenhum estudo técnico. Ele disse ainda que a nova escala foi implantada somente na área da 10ª RISP e que não foi vista com bons olhos pelos agentes. Agora, o Governo de Minas gerais voltou atrás na decisão e a escala volta para 24/72. As visitas e os demais serviços voltam a acontecer como eram antes.


  • Galeria
  • Galeria
  • Patos Notícias
  • Galeria
Fotos: Bruno Píres