Balaio de Arte e Cultura 2019, com suas apresentações artísticas e culturais, atrai inúmeras pessoas

O Balaio contou com diversas atrações que revitalizaram e abasteceram a cultura local, trazendo, de forma gratuita e democrática, o público para as praças da Avenida Getúlio Vargas

20/08/2019 - 09h21

Balaio de Arte e Cultura 2019, com suas apresentações artísticas e culturais, atrai inúmeras pessoas

Neste ano de 2019, Patos de Minas recebeu mais uma edição do tradicional Balaio de Arte e Cultura, com o tema “O Brasil dos quintais da arte”. O evento, que ocorreu do dia 14 até o dia 18 de agosto ao longo da Avenida Getúlio Vargas, teve o objetivo de valorizar, reviver e propiciar a cultura brasileira para todos os visitantes. Foram cinco dias de acontecimentos artísticos e culturais abertos ao público.

Dentro de toda a programação, aproximadamente 2 mil pessoas passaram pelo local e se encantaram com a exposição de arte contemporânea “Os Diversos Quintais do Brasil”, além da exibição dos trabalhos dos fotógrafos Lívio Soares, Alexandre Rosa e Bruno Bernardes; do escultor Luís Carlos; dos pintores Cristiano Fernandes e Rafael Maciel; e dos músicos DJs Pedro Mutante e Fabrício Henrique.

Já para aqueles que preferem espetáculos cênicos, os grupos Apoena, Tríade, Tupam e Cara Dupla Coletiva de Teatro apresentaram diversas peças teatrais que encantaram os olhos de quem observava e abrilhantaram o evento cultural. Além disso, os amantes de música, conferiram a Orquestra Filarmônica de Patos de Minas que se apresentou com oitenta músicos, celebrando a música erudita e popular brasileira. Com um repertório diversificado, a Orquestra de Camerata Jovem de Trancoso (BA) alegrou o palco Espetáculo como mais uma aclamada orquestra participante. Ainda integrando a programação musical do Balaio, o Quarteto Nos4Nós e a banda Pássaro Vivo enriqueceram o evento com seus espetáculos singulares.

Três companhias de dança patenses, que são referências regionais, apresentaram-se durante o Balaio 2019. Os grupos Garra, Invictus Dance Team e Emergentes deram um show com apresentações expressivas e plurais, ao caminhar por uma seleção musical brasileira de altíssima qualidade e pela diversidade cultural do nosso país. Não esquecendo da literatura, o Prêmio Literário Juca da Angélica retornou ao Balaio para a sua terceira edição. O prêmio é mais uma forma de manter vivo o legado de Juca da Angélica, um poeta da oralidade, nascido em Lagoa Formosa, Minas Gerais. Além dele, Trio José, um grupo musical de São Paulo, retomou a obra de Juca com um espetáculo intimista e refinado para seu público. 

O Balaio de Arte e Cultura 2019 trouxe ainda o "Encontro Mais que Gastronomia" e o encontro de grupos de Yoga da cidade para a prática com a comunidade, momento durante o qual apresentaram o Movimento Inteligente (MIT).


  • Galeria
  • Galeria
  • Patos Notícias
  • Galeria
  • Galeria
  • Patos Notícias
  • Galeria
  • Galeria
  • Patos Notícias
  • Galeria
Fonte e fotos: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Patos de Minas