Gestante esfaqueia a vizinha também grávida no Bairro Jardim Andradas

Segundo informações do boletim de ocorrência, crime teria sido motivado por ciúmes.

Igor Nunes
14/07/2019 - 09h51

Gestante esfaqueia a vizinha também grávida no Bairro Jardim Andradas

Uma gestante, de 33 anos, foi esfaqueada pela vizinha, também grávida, de 25 anos. O fato aconteceu na Rua Geraldo Queiroz, no Bairro Jardim Andradas. A vítima foi atingida por uma facada no pescoço. 

Os policiais chegaram no local e encontraram a vítima Enilze Severo do Carmo, de 33 anos, caída no chão e apresentando sangramento intenso na região do pescoço. Os policiais realizaram o estancamento até a chegada do SAMU, que a encaminhou para o Hospital Regional Antônio Dias. 

No local do crime, estava a outra gestante, Gabriely Katsue Moura de Souza, com sintomas de embriagues e se apresentando como autora do crime. Ela ainda indicou aos policiais onde estava a arma. 

Gabriely disse ainda que fazia uso de bebida alcóolica desde as 08h da manhã junto com o marido e que depois foi até a casa da própria tia, onde se encontrou com Enilze e o marido dela. 

A mulher disse ainda que foi agredida pelo marido de Gabriely com um soco no rosto. Ela então teria deixado o local para não dar início a uma briga. 

Pouco depois, Enilze teria ido na casa de Gabriely, juntamente com o marido. O casal teria começado a esmurrar e chutar o portão da residência. O marido de Enilze teria então agredido a Gabriely com outro soco no rosto, momento que ela foi em casa e pegou a faca. 

Ao voltar no local, a gestante esfaqueou a vizinha, momento que o marido da vítima saiu correndo correndo do local. Uma testemunha disse aos policiais que a vítima e o marido têm feito ameaças frequentes a Gabriely por motivos de ciúmes. 

Já no hospital, Enilze disse aos policiais que a discussão foi por ciúmes e acusou Gabriely de manter um suposto relacionamento oculto e intimo com o marido dela. Enilze teria ido na casa de Gabriely por conta da insatisfação do romance ter sido descoberto por familiares. 

Gabriely foi presa e encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil. Os policiais fizeram rastreamentos, mas não localizaram o marido de Enilze. Segundo relato das duas mulheres, Gabriely está gravida de quatro meses e a Enilze de cinco meses.


  • Galeria
  • Galeria
  • Patos Notícias
  • Galeria
  • Galeria
  • Patos Notícias