Homem é preso por suspeita de assediar mulher no Bairro Peluzzo

O incidente ocorreu na manhã desta segunda-feira (10).

Caio Machado
10/06/2019 - 16h14

Homem é preso por suspeita de assediar mulher no Bairro Peluzzo

Na manhã desta segunda-feira (10), um homem de 56 anos foi preso por suspeita de assediar sexualmente uma mulher no Bairro Jardim Peluzzo. O incidente ocorreu na Rua Zilda Lamounier Costa.

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima de 39 anos acionou a Polícia Militar (PM) e relatou que o suspeito foi até a casa dela e que ela teria o confundido com um homem que realiza serviços de pintura.

Ela informou ao suspeito que poderia buscar a escada que havia deixado no local, e aproveitou a situação pedindo que o homem olhasse uma infiltração no banheiro da casa.

Ao chegar ao banheiro, o suspeito olhou para o cesto de roupas sujas e disse que a vítima possuía muitas roupas para lavar. Em seguida, elogiou a blusa que ela trajava e subitamente apertou com firmeza os seios da vítima.

A mulher se desvencilhou do homem e correu em direção ao cachorro que estava preso, soltando o animal e indo em direção ao suspeito, que fugiu.

Os policiais ligaram para o suspeito usando o celular da própria vítima e inicialmente ele mentiu o nome e se recusou a dizer onde estava. Após bastante diálogo, ele informou que estava nas proximidades de um colégio na Rua Tiradentes e foi abordado pela PM.

Em conversa com os militares, o suspeito disse que presta serviços de jardinagem e que ainda havia sido pago pelo último serviço prestado para a mulher.

Segundo a versão do suspeito, ele foi até a casa da vítima na intenção de receber o dinheiro e ver se ela precisava de outro serviço. Na ocasião, ela solicitou auxílio com a infiltração e ele teria apenas sugerido que ela chamasse um bombeiro hidráulico.

Em contato com uma vizinha da vítima, ela alegou conhecer o suspeito e disse não acreditar que ele tenha cometido o crime, falando bem do mesmo. Diante dos fatos, o suspeito de 56 anos foi preso e conduzido para a Delegacia de Polícia Civil.

Fonte e fotos: Toninho Cury