Acusado de matar desafeto em Santana de Patos é condenando a 6 anos de regime semiaberto

O assassinato de Natanael Henrique Linhares da Silva ocorreu no dia 05 de junho de 2018.

22/05/2019 - 09h29

Acusado de matar desafeto em Santana de Patos é condenando a 6 anos de regime semiaberto

Patrício Pereira Silva, acusado de matar o desafeto Natanael Henrique Linhares da Silva foi a julgamento na tarde desta terça-feira (21), no salão do Tribunal de Júri do Fórum Olympio Borges. O crime aconteceu no dia 05 de junho de 2018, no Bar Recanto, no Distrito de Santana de Patos. Em depoimento, Patrício alegou ter matado em legitima defesa; ele afirmou que era ameaçado pela vítima, por conta de um furto.

De acordo com autos do Ministério Público, no dia do fato, Patrício, munido com uma arma de fogo, se dirigiu ao Bar Recanto onde o desafeto se encontrava distraído ingerindo uma bebida. Ao entrar no estabelecimento, Patrício fez um pedido, efetuou o pagamento e enquanto aguardava o troco, sacou uma arma e efetuou diversos disparos contra Natanael que morreu no local.

Após o crime, Patrício fugiu tomando rumo ignorado. A Polícia Militar realizou um intenso rastreamento e após várias diligências, os militares conseguiram localizar e prender o autor do homicídio.

Patrício Pereira Silva estava escondido no meio de um cafezal de uma fazenda que fica na divisa dos municípios de Guimarânia e Patrocínio. No local, os militares conseguiram localizar o veículo VW Gol, de cor branca, usado na fuga. Sobre a arma usada no crime, Patrício disse que a dispensou em um córrego da região, não sabendo a localização exata. Após algumas horas de julgamento, Patrício Pereira Silva foi condenado a 6 anos no regime semiaberto.


  • Galeria
  • Galeria
  • Patos Notícias
  • Galeria
  • Galeria
  • Patos Notícias
Fonte e fotos: Toninho Cury