Conheça o som e o estilo da Banda 3 Amperes

Rômulo Carlos apresenta a banda de Presidente Olegário que vem conquistando os amantes do Punk Rock de Patos de Minas.

Rômulo Carlos
02/01/2009 - 15h24

Conheça o som e o estilo da Banda 3 Amperes

Mesmo morando numa cidade do interior onde prevalece o sertanejo, três garotos de atitude resolvem montar uma banda de punk rock em 2005 . Com a mesma formação até hoje, a banda é formada por Cledilson Carlos (guitarra/vocal), Nilson (baixo/vocal) e Igor (bateria).

Tocando o velho e decrépito punk rock os meninos de Presidente Olegário fazem um som e abre as rodas de fogo por onde passam

 
A “3 Amperes” toca Punk Rock. Pretendem continuar na mesma linha ou já pensaram em mudar o estilo devido as pressões de mercado?
Igor: Continuar como punk rock é uma meta para a banda. Se deixar levar pelas pressões do mercado não seria uma boa, porque tocamos o que gostamos.  
Cledilson: Desde o principio temos a preocupação de manter um som característico nosso e por isso nunca deixaremos o som Punk. Quanto a pressão de mercado, nossa gravação é independente, temos o objetivo de divulgar nossas canções e idéias por isso não ligamos muito para o que o mercado quer.   
 
Nos fale sobre o processo de gravação e a boa receptividade pelo público do 1º CD-DEMO?  
Cledilson: Nossa gravação foi mais engraçada do que qualquer outra coisa, gravamos em duas vezes uma com os todos os instrumentos (guitarra baixo e batera) e outra com os vocais. Quanto ao público ficamos até meio assustados com a quantidade de pessoas que queriam nosso CD, a primeira remessa de CDs acabou em dez ou quinze dias e todas as críticas foram muito boas.  
 
Como uma banda do interior enfrenta as dificuldades, como conquistar o público? Afinal, estamos fora do eixo Rio/São Paulo, onde as coisas realmente acontecem.
Cledilson: Olha a gente tenta o impossível (risos) a gente toca e deixa o público julgar se gosta ou não. Realmente é trabalhoso achar um lugar no meio de uma cultura que nem sequer conhece o Punk Rock, mas nós sabemos que quase todas as pessoas estão insatisfeitas com os líderes políticos, policiais corruptos e várias outras coisas que são impunes no Brasil; e sendo assim, nossas músicas não falam mais do que o que todo mundo quer falar e não sabem como, por isso muitas pessoas se identificam com o som “3 Amperes” .
 
Quais as principais influências?
Cledilson: É muita coisa. Eu particularmente gosto de punk e bandas chamadas crossover, como D.R.I. e Plasmatic’s. Mas as bandas que são de gosto comum entre nós três são: Raimundos, Ramones, Metallica, System of a Down , Megadeth, Slayer , Black Sabbath e várias outras do gênero.
 
Nos shows rolam alguns cover’s (apesar da banda focar mais em sons próprios), quais destes estão no set list de vocês?  
Cledilson: Sempre tentamos mudar e colocar novos cover’s. Atualmente tocamos Raimundos, que é disparada a melhor banda Punk que já surgiu no Brasil. Mas também tocamos Metallica e estamos preparando algumas do Black Sabbath, para variar um pouco de estilo. 
 
A banda é de Presidente Olegário (aproximadamente 25 km de Patos de Minas), porém, freqüentemente toca em eventos da cena independente de Patos, por quê? Não tem evento em Presidente Olegário, ou é por que a banda faz mais sucesso por aqui?
Igor: Presidente Olegário é a cidade da “zica” (risos), onde o rock é bicho de sete cabeças. Mas a cena já esta mudando com o passar dos anos. Pretendemos realizar eventos na cidade em breve. A banda foi bem aceita em Patos de Minas e ficamos felizes em ver que nosso trabalho vem sendo aceito mais a cada dia.
 
O Punk Rock está sendo mais aceito pela galera, mesmo assim, algumas bandas enfrentam resistência por parte das gravadoras. Por esse motivo vocês resolveram gravar de forma independente?  
É gravamos o disco independente porque já sabíamos a dificuldade que seria arrumar uma gravadora, mas o principal motivo é porque nenhum de nós ia ter “saco” pra agüentar as várias regras e palpites que este tipo de gravação trás pra uma banda. Como falei no início “nós preocupamos com a característica do nosso som e as gravadoras não respeitam muito isso”.   
 
A utilização de mídias como “My Space        “ e “Orkut”, ajudam na divulgação? Como utilizar essas ferramentas corretamente e como isso tem contribuído para que mais pessoas ouçam o som da “3 Amperes“?
Cledilson: A mídia digital é sem duvida a mania do momento, nós usamos pra divulgar a Banda e não vender, por isso, disponibilizamos todas as faixas do CD pra serem ouvidas (fora os extras é claro) e isso tem dado muito resultado. Pessoas de vários lugares entram em contato com agente através destes canais e temos participado de concursos tanto de rádios quanto de revistas através da Internet. 
 
Gostaria de finalizar a entrevista e peço a você que deixe um recado para aquelas pessoas que querem conhecer a banda e ouvir o som. Como contatá-los, e como contratá-los para shows?  
Cledilson: Bem pra ouvir o nosso som é só acessar http://www.myspace.com/3amperes. Por lá também se pode ver nossa agenda de shows, e para falar com agente e/ou nos contratar temos o e-mail da banda [email protected]. Todos os e-mails serão respondidos por algum membro da banda.
 
“A você Rômulo e ao PATOS NOTÍCIAS, muito obrigado e até a próxima PAZ AND PUNK!”  

Patos Notícias


Patos Notícias


Patos Notícias