Homem de 19 anos é preso por suspeita de estuprar jovem de 23 anos em São Gotardo

O abuso sexual teria ocorrido na frente da filha menor da vítima.

16/05/2019 - 09h26

Homem de 19 anos é preso por suspeita de estuprar jovem de 23 anos em São Gotardo

Nesta última terça-feira (14), um homem de 19 anos foi preso por suspeita de estuprar uma jovem de 23 anos no município de São Gotardo.

Por volta das 23h30min, a Polícia Militar (PM) recebeu uma ligação relatando que uma mulher corria pela rua gritando por socorro, nas imediações do Ginásio Poliesportivo.

Quando a viatura chegava nas proximidades deparou com a vítima de 23 anos na Avenida Tabelião João Lopes, transtornada e chorando muito.

Ela relatou estava em casa com a filha menor, momento em que ouviu o barulho de alguém andando pelo quintal, sendo que logo em seguida um rapaz trajando blusa de frio preta com capuz e bermuda cinza abriu a janela de seu quarto, adentrou e de posse de uma faca começou a exigir dinheiro.

Em ato contínuo ele a jogou em cima da cama, arrancou suas vestes e mediante ameaças a estuprou, na presença da criança.

A vítima conseguiu se desvencilhar do suspeito, abriu o portão através do interfone e saiu correndo pra rua gritando, momento em que o mesmo fugiu.

A vítima reconheceu o suspeito como sendo um indivíduo de alcunha "Meio Quilo", de nome Moisés da Silva Santos, 19 anos.

Ela disse que o ex-marido se encontra preso por violência doméstica e desconfia que a motivação do delito se deu por vingança, por causa de dívida de drogas entre o ex-marido e Moisés.

Ela foi levada ao Pronto Socorro Municipal, onde foi atendida e encaminhada para Patos de Minas, para a realização de exames e medicação.

A partir daí iniciou-se intenso rastreamento pelas equipes de serviço e no início da tarde, "Meio Quilo" foi localizado e preso em flagrante delito e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil em São Gotardo.

Ele foi autuado em flagrante delito pelo estupro e conduzido à Penitenciária Nossa Senhora do Carmo. "Meio Quilo", que possui passagens por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, negou a autoria do crime.


  • Galeria
Fonte e fotos: Polícia Militar de São Gotardo