Suspeitos de assassinar homem de forma brutal são detidos em Patrocínio

O crime ocorreu na madrugada desta segunda-feira (13) no Bairro Serra Negra.

Caio Machado
13/05/2019 - 10h58

Suspeitos de assassinar homem de forma brutal são detidos em Patrocínio Os irmãos Caio Júnior, Cairo e Thiago.

Dois menores de 17 anos e três irmãos de 21, 27 e 32 anos foram detidos por suspeita de envolvimento no homicídio de um homem de 29 anos no Bairro Serra Negra em Patrocínio, na madrugada desta segunda-feira (13).

Segundo o boletim de ocorrência, a Polícia Militar (PM) foi acionada pelo Corpo de Bombeiros para comparecer no cruzamento das ruas Antônio Cândido Alves e Estados Unidos, onde um homem de 29 faleceu após ser golpeado por uma pedra.

O corpo de Weverton Souza Silva, 29, que havia perdido muito sangue, estava deitado de barriga para cima, próximo à pedra que teria sido utilizada no crime. A perícia técnica da Polícia Civil realizou os trabalhos e removeu o corpo para a funerária de plantão.

Os pais da vítima reconheceram o corpo do filho e alegaram que ele fazia uso de drogas e havia sido ameaçado em data anterior por um menor de 17 anos. Em consulta ao sistema, foi constatado que a vítima encontrava-se foragida com mandado de prisão em aberto.

Por meio de informações de populares, a PM averiguou que a vítima possuía dívidas relativas à drogas. Ao deslocarem até a casa do menor, os militares encontraram no local o suspeito, outro menor de 17 anos, e três irmãos envolvidos no homicídio.

Todos os suspeitos negaram envolvimento no crime, entretanto o menor confirmou que havia ameaçado a vítima dias antes devido a um problema referente à uma bicicleta furtada que Weverton teria lhe vendido.

Durante diligências, uma vítima de 32 anos, relatou ter sido ameaçado por suspeitos que traficam drogas na esquina da Avenida Brasil com a Rua Rufina Alvinas de Jesus, próximo a uma barbearia.

A vítima afirma que no dia anterior foi abordado por suspeitos questionando onde estaria uma droga que havia sido escondida em meio a entulhos, e ele disse que não sabia nada a respeito. No dia seguinte, avistou os mesmos suspeitos correndo atrás de Weverton.

Segundo o relato, Weverton aparentava estar embriagado, e tentava fugir dos suspeitos, sendo agredido por pauladas, chutes e socos. Em dado momento, a vítima foi encurralada contra um muro e caiu ao chão, recebendo mais socos e chutes.

Por fim, os suspeitos pegaram um bloco de concreto e arremessaram contra a cabeça de Weverton, que ficou imóvel e com sangramento no crânio. Em seguida, os suspeitos se voltaram contra a testemunha que conseguiu fugir e se esconder.

Diante dos fatos, os suspeitos Cairo Teixeira Batista, 21, Caio Junior Teixeira Batista, 32 e Tiago Teixeira Batista, 27, foram presos por suspeita de homicídio, associação para o tráfico, corrupção de menores e ameaça.

Os dois menores de 17 anos foram apreendidos e conduzidos para a delegacia de Polícia Civil, acompanhados dos responsáveis legais. No interior da casa em que foram detidos, foi apreendida uma arma de fogo artesanal, envolta numa camisa laranja e vários celulares sem procedência.