Desembargador do TJMG concede habeas corpus e médico Daniel Tolentino ganha liberdade

Com o acusado em liberdade, o caso toma outro rumo.

Igor Nunes
20/04/2019 - 18h47

Desembargador do TJMG concede habeas corpus e médico Daniel Tolentino ganha liberdade

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais, através do desembargador, Alberto Deodato Neto, concedeu habeas corpus ao médico Daniel Tolentino. A decisão foi expedida na tarde desta sexta-feira (19/04) e encaminhada ao juiz de plantão da Comarca de Patos de Minas, que emitiu o alvará de soltura na tarde deste sábado (20/04). Daniel é acusado da morte da dentista Roberta Pacheco.

A informação foi confirmada pelo advogado de defesa, Brian Epstein, que também informou que foi libertado no início da noite deste sábado. A pedido da Polícia Civil e do Ministério Público de Minas gerais, a Justiça de Patos de Minas havia prorrogado a prisão temporária de Daniel na última terça-feira (16/04). Ele está preso desde o dia 18 de março de 2019. 

Após saber da liberação a Polícia Civil entrou com o pedido de prisão preventiva de Daniel Tolentino. O Ministério Público se posicionou favorável a decretação da preventiva e o juiz de plantão entendeu que caberia medida adversa da prisão, entre elas, permanecer na residência, entre outras.    .

Leia mais sobre o caso:
- Moça de 22 anos é internada após sofrer convulsão em hotel durante ato sexual com namorado
- Familiares de dentista fazem manifestação na porta do Hospital Regional Antônio Dias
- Morre a dentista Roberta Pacheco
- PC efetua prisão temporária de Daniel Tolentino por suspeita de obstrução da investigação
- Prisão temporária do médico Daniel Tolentino é prorrogada por mais 30 dias

Fotos: Toninho Cury