Prisão temporária do médico Daniel Tolentino é prorrogada por mais 30 dias

A justiça acatou o pedido da Polícia Civil.

Igor Nunes
16/04/2019 - 18h52

Prisão temporária do médico Daniel Tolentino é prorrogada por mais 30 dias

A justiça prorrogou a prisão temporária do médico oftalmologista Daniel Tolentino. A decisão foi anunciada pelo delegado de Polícia Civil, Érico Rodovalho, no fim da tarde desta terça-feira (16/04). Daniel continua detido no Presídio Sebastião Satiro em Patos de Minas. 

Segundo o delegado, o inquérito já possui quase 800 paginas e mais de 50 pessoas ouvidas pela Polícia Civil. Erico pediu a justiça a prorrogação da prisão temporária, que acatou o pedido após receber parecer favorável do Ministério Público. Dessa forma, novos 30 dias foram concedidos para a continuidade da investigação.

Erico disse ainda que no mais, a investigação persiste no mesmo caminho trilhado para buscar a verdade dos fatos que levaram a morte da dentista Roberta Pacheco.

O delegado disse também que a Polícia Civil só vai se pronunciar sobre o fato após o fechamento do inquérito, que ainda não tem previsão de término.