Pai sai do Pernambuco para enterrar corpo do filho morto em Patrocínio

O corpo de Jonas Silva foi encontrado num cafezal, próximo a comunidade rural de Macaúbas de Cima.

Igor Nunes
08/04/2019 - 23h28

Pai sai do Pernambuco para enterrar corpo do filho morto em Patrocínio

A Polícia Civil identificou na tarde desta segunda-feira (08/04) o corpo que foi encontrado em avançado estado de decomposição no meio de um cafezal na comunidade rural de Macaúbas de Cima, no município de Patrocínio. O caso está sendo investigado como homicídio.

Segundo a delegada de Polícia Civil, Ana Claudia Pádua Passos, o corpo é de Jonas da Silva Cordeiro, de 28 anos, natural de Suzano (SP). Os familiares dele são do estado do Pernambuco e o pai dele veio a Patrocínio para identificar o corpo e providenciar o sepultamento.

Ainda de acordo com a delegada, amigos de Jonas foram ao IML - Instituto Médico Legal de Patrocínio e reconheceram a tatuagem e as vestes de Jonas. Eles então comunicaram o pai dele, que chegou a Patrocínio no fim da tarde desta segunda-feira. O corpo será sepultado no distrito de Silvano.

O pai João Bosco Cordeiro falou com exclusividade a equipe do Patos Notícias / Band Triângulo. Ele disse que há três anos o filho saiu de Pernambuco para trabalhar em Patrocínio, tentando uma oportunidade melhor. “Ele veio para Patrocínio e não vai mais voltar para casa”, disse emocionado.

O homem falou também que ficou emocionado com a quantidade de amigos que Jonas tinha na cidade. Ressaltou que o filho era usuário de drogas, mas era boa pessoa. “Confio na Polícia Civil aqui, sei que ela vai fazer justiça”, finalizou. O corpo será sepultado no distrito de Silvano nesta terça-feira.

A delegada disse que o corpo estava com três dedos cortados e com o cadarço do próprio sapa-tênis dele amarrado no pescoço. A Polícia Civil investiga o caso como homicídio e já possui suspeitos do crime. Ainda segundo a delegada, este foi o quarto homicídio registrado em Patrocínio em 2019.

Outro caso, a morte de Arthur dos Reis Cardoso, de 18 anos, conhecido como Canarinho, não entra na estatística como homicídio em Patrocínio, o que é contabilizado por parte da imprensa local. O corpo foi encontrado em Romaria, porém a delegacia de Patrocínio é quem realiza as investigações, já que vítima, familiares e suspeitos são de Patrocínio.

Leia também:

- Corpo em avançado estado de decomposição é encontrado em meio a cafezal em Patrocínio


  • Galeria
  • Galeria
  • Patos Notícias
  • Galeria
  • Galeria
  • Patos Notícias
  • Galeria