Polícia Militar de Meio Ambiente descobre lixão clandestino no Bairro Nossa Senhora Aparecida

A empresa de reciclagem de isopor tinha diversos pneus, piscina e outros focos de mosquito da dengue.

Igor Nunes
19/03/2019 - 13h28

Polícia Militar de Meio Ambiente descobre lixão clandestino no Bairro Nossa Senhora Aparecida

A Polícia Militar de Meio Ambiente encontrou um lixão clandestino às margens do Rio Paranaíba, no Bairro Nossa Senhora Aparecida. Diversos pneus foram encontrados descartados no fundo de uma empresa de reciclagem de isopor, situada na Rua São Cristóvão. Além dos policiais, equipes do Programa de Combate a Dengue foram para o local com intuito de recolher os materiais.

Segundo o tenente Vidal da Polícia Militar de Meio Ambiente, os militares realizaram uma fiscalização de rotina às margens do Rio Paranaíba quando depararam com diversos pneus descartados de maneira irregular. Os policiais foram até a empresa de reciclagem de isopor e encontraram uma situação ainda mais crítica.

No local, uma piscina desativada, cheia de água turva e verde e com diversos peixes. Os policiais também encontraram dois veículos abandonados e uma grande quantidade de resíduos sólidos armazenados de forma irregular. “Encontramos aqui poluição, degradação, além das infrações ambientais”, disse o tenente.

O Programa de Combate à Dengue foi acionado para recolher todos os pneus e resíduos sólidos. Os materiais foram encaminhados para um local de descarte próprio para cada tipo de resíduo. Com mais de 600 casos suspeitos em Patos de Minas, a diretora da Vigilância em Saúde disse que somente na Rua São Cristóvão foram registrados 15 casos suspeitos.

O proprietário do local foi encaminhado para a delegacia de Polícia Civil. Ele disse para nossa equipe que estava juntando os pneus para fazer um muro de arrimo e para enterrá-los, a fim de evitar erosões. O empresário disse ainda que não sabia que os pneus eram poluentes e que o armazenamento era irregular.

O tenente Vidal informou que a Polícia Militar de Meio Ambiente encontrou uma situação em flagrante de crime de poluição e degradação ambiental. Além de conduzir o dono pelo crime ambiental, os policiais vão tomar as medidas administrativas. “Vemos o empenho dos órgãos públicos no combate a dengue e aqui encontramos um ambiente agradável e aconchegante ao inseto”, opinou o tenente. Os dois veículos encontrados no local não apresentavam nenhuma irregularidade.


  • Galeria
  • Galeria
  • Patos Notícias
  • Galeria
  • Galeria
  • Patos Notícias
  • Galeria
  • Galeria
  • Patos Notícias
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria