PATROCÍNIO: Polícia Civil apura estelionato e recupera produtos de crime

Os investigadores recuperaram móveis de decoração que foram subtraídos da vítima.

Igor Nunes
15/01/2019 - 20h30

PATROCÍNIO: Polícia Civil apura estelionato e recupera produtos de crime

A vítima acionou a delegacia de crimes contra o patrimônio para investigar uma empresa de presentes e decoração  por suspeita do crime de estelionato. De acordo com ela, duas mulheres apresentando documentos de uma empresa com endereço na cidade de Patos de Minas realizaram uma compra no valor aproximado de 19 mil reais. A referida compra aconteceu durante o mês de julho de 2018, na cidade de São Paulo. 

O valor negociado não foi pago e a vítima tentou localizar os responsáveis pela empresa, descobrindo que a compradora havia utilizado nome falso e que tanto o CNPJ  como os números de celulares apresentados foram cancelados dias após a compra ser realizada. 

A investigação então identificou as suspeitas do crime, que são proprietárias de uma loja de decoração e presentes que fica localizada no centro de Patrocínio.
Os produtos adquiridos por meio do crime foram integralmente recuperados pela Polícia Civil. Parte deles já havia sido revendida para terceiros de boa fé que os adquiriram sem desconfiar da procedência ilícita.

De acordo com a delegada de polícia, Dra Laís Caetano Veiga, uma das suspeitas foi conduzida à delegacia para prestar esclarecimentos sobre os fatos e posteriormente foi liberada, uma vez que não estava mais em situação de flagrante delito do crime de estelionato. A outra mulher, embora tenha sido notificada e solicitada a prestar esclarecimentos, até o momento não compareceu. 

As investigações continuarão e o inquérito policial deve ser concluído nos próximos dias. A responsável pela loja de decoração já é investigada em outro inquérito policial pela prática do mesmo crime.


  • Galeria
Foto: Divulgação de venda.