Polícia Civil apresenta suspeitos de assaltarem relojoarias em Patos de Minas e Presidente Olegário

Parte das joias roubadas também foram recuperadas.

Caio Machado
30/11/2018 - 14h48

Polícia Civil apresenta suspeitos de assaltarem relojoarias em Patos de Minas e Presidente Olegário

Durante uma coletiva de imprensa realizada na manhã desta sexta-feira (30), a Polícia Civil (PC) apresentou dois suspeitos de terem cometido assaltos em relojoarias de Patos de Minas e Presidente Olegário.

Segundo o delegado Ewerton Evangelista, após o assalto ocorrido na Relojoaria Marques em Patos de Minas no último dia 8 de novembro, a PC iniciou as investigações e por meio de imagens da câmera de segurança do local, conseguiu identificar um menor de idade envolvido.

O suspeito de 17 anos, além de conversar a participação no crime, revelou a identidade do comparsa Paulo Henrique Porto Silva, vulgo "Capanga", de 22 anos. A dupla também efetuou um assalto na Relojoaria Ideal no município de Presidente Olegário.

Paulo “Capanga” foi preso e conduzido ao Presídio Sebastião Satiro. Após a expedição de um mandado de internação provisória o menor também foi apreendido e encontra-se à disposição da justiça.

O delegado Luis Mauro Sampaio estima que as joias furtadas em Presidente Olegário somam o montante de dez mil reais e 120 mil reais em Patos de Minas. “Parte das joias foi recuperada, mas o importante é que com a detenção dos suspeitos, novos assaltos foram evitados”, disse.

Foto: ASCOM 10º DRPC