Combate à Dengue alerta a população sobre riscos de vasos de flores levados aos cemitérios

Os agentes visitam e monitoram a cada 15 dias, fazendo uma varredura na procura de focos.

31/10/2018 - 14h27

Combate à Dengue alerta a população sobre riscos de vasos de flores levados aos cemitérios

A Prefeitura de Patos de Minas trabalha o ano todo no combate ao mosquito Aedes aegypti. Os agentes de endemias do Programa Municipal de Combate à Dengue (PMCD) percorrem todas as regiões da cidade para identificar possíveis focos do mosquito. A cidade possui 451 armadilhas, conhecidas como ovitrampas, instaladas em locais estratégicos, algumas delas estão instaladas nos cemitérios de Patos de Minas. Os agentes visitam e monitoram a cada 15 dias, fazendo uma varredura na procura de focos.

Nesta sexta-feira (02) de feriado de Finados, por se tratar de uma data em que a população leva diversos arranjos de flores para os túmulos de seus entes falecidos, a equipe de combate à dengue da Prefeitura alerta que as pessoas devem optar por vasos ou outros recipientes que não acumulem água, evitando que eles se transformem em criadouros do mosquito Aedes aegypti e Aedes albopictus, transmissores da dengue, febre do chikungunya, zika e febre amarela urbana.

A coordenadora do PMCD, Daniele Nunes, orienta a população que retirem os embrulhos dos vasos de flores. "Aqueles papéis ou plásticos bonitos que embrulham o vaso são impermeáveis e favorecem o acúmulo de água, portanto, a população deve retirá-los e colocar areia no vaso das flores", ressaltou Daniele.

Segundo a Diretora de Vigilância em Saúde, Geize Marques, a população deveria eliminar o uso de flores naturais e vasos de plantas que acumulem água. “Quando o assunto é dengue, chikungunya, zika e febre amarela urbana, a população é nossa maior parceira no combate aos mosquitos transmissores”, afirma.

Dicas:

– Ao lavar os túmulos, troque a água dos vasos por terra ou areia;

– Observe se há locais com acúmulo de água e elimine-os;

– Prefira flores artificiais ou plantadas em vasos com terra (sem prato para aparar água);

- Retire o invólucro de celofane;

– Joguem no lixo os recipientes usados na limpeza dos túmulos;

– Coloque areia ou terra em locais do túmulo que possam acumular água;

– Floreiras de concreto devem estar furadas, para permitir escoamento da água.


  • Galeria
  • Galeria
Fonte e Fotos: ASCOM Prefeitura de Patos de Minas