Após desacordo, caseiro de fazenda é detido com arma e cartuchos no distrito de Beira Rio

A esposa do caseiro teria autorizado a vítima a ir até o Rio Abaeté para tomar banho, pelo valor de 50 reais.

Igor Nunes
14/10/2018 - 15h59

Após desacordo, caseiro de fazenda é detido com arma e cartuchos no distrito de Beira Rio

Nesta tarde de sábado (13-10), após um desacordo, o caseiro João Ferreira da Costa, 58 anos, de uma fazenda que fica no distrito de Beira Rio, foi preso pelo crime de posse ilegal de arma de fogo. Foram apreendidos um revólver calibre 22 e cinco cartuchos vazios.

De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada por duas vítimas as quais relataram que após um desacordo, foram ameaçadas com uma arma de fogo  pelo caseiro da fazenda Três Barras.  

Uma das vítimas disse que a esposa do caseiro autorizou ele entrar na propriedade e ir até o Rio Abaeté tomar um banho mediante pagamento de R$ 50,00. A vítima disse que o caseiro chegou na fazenda e falou que o valor não seria o que foi combinado pela esposa e que depois mandou todos saírem do local, levantando a blusa e mostrando uma arma de fogo. 

A Polícia Militar foi ao local e em contato com o caseiro, o mesmo negou possuir arma de fogo e autorizou a polícia entrar na casa. Durante as buscas, no quarto do caseiro, os militares encontraram um revólver calibre 22 com a numeração raspada e cinco cartuchos vazios de espingarda calibre 20 e 28. João Ferreira da Costa, 58 anos, foi conduzido para a delegacia de Polícia Civil por posse ilegal de arma de fogo e a arma e os cartuchos foram apreendidos.