Peças teatrais de comédia e drama são destaques no VI Festival Nacional de Teatro de Patos de Minas

Ao todo, cinco espetáculos foram realizados nesta última sexta-feira (12). A programação acontece até o domingo (14).

13/10/2018 - 10h07

Peças teatrais de comédia e drama são destaques no VI Festival Nacional de Teatro de Patos de Minas

O terceiro dia da programação do VI Festival Nacional de Teatro de Patos de Minas – II Mostra Internacional foi marcado por espetáculos humorísticos e dramas sociais, nesta última sexta-feira (12). As peças teatrais apresentadas serão julgadas e premiadas no próximo domingo (14).

O primeiro espetáculo “Estórias de Pirata” foi apresentado às 10h na Praça do Coreto pela Trupe Ventania, de Passos/MG. Voltado ao público infantil, a narrativa envolvia três divertidos piratas que redescobriram o valor da vida ao buscar um precioso tesouro.

Às 15h no Paiolão do Parque de Exposições, a companhia teatral carioca Carranca Coletivo apresentou o drama “Nabila”, que retratou ciclos femininos como menstruação, maternidade, velhice e morte, por meio de metáforas, aforismos e uma cativante interpretação do elenco.

De volta à Praça do Coreto, às 16h30min, o palhaço argentino Tony Fratello, do espetáculo “Un payaso em busca de la risa”, levou o público ao delírio com malabarismos, exibicionismos e canções interagindo inusitadamente com os espectadores, animais, transeuntes e motoristas.

Diretamente de Belo Horizonte/MG, o Coletivo Impossível exibiu a comédia “Os Negros”, onde um tribunal composto por brancos é montado para julgar os crimes supostamente cometidos por negros. Com um humor ácido e denso, a obra salientou questões de racismo presentes na sociedade.

A última apresentação foi o monólogo tragicômico “O Barqueiro”, executada pelo ator uberabense Mário Cortêz, que assim como na obra de inspiração, “O Conto da Ilha Desconhecida”, do português José Saramago, o personagem sai em busca de uma ilha ainda não encontrada.

Neste sábado (13), durante o VI Festival Nacional de Teatro de Patos de Minas, estão programados os espetáculos “Violetas” da Cia Violetas de Teatro de João Pessoa/PB, às 14h no Paiolão, “O Auto do boi da manta, de repente o milagre da ressurreição”, do Grupo Carroça Teatral de Sete Lagoas/MG, às 16h na Praça do Coreto.

O espetáculo “Terra – A história de João Boa Morte, cabra marcado para morrer”, da companhia de teatro Ícaros do Vale de Araçuaí/MG, às 18h no Paiolão, “Resquício” da Cia de Teatro de Florianópolis/SC La Luna, às 20h no Paiolão e “Paulicéia Desvairada” do Teatro de Brancaleone e Teatro Didático das UNESP, às 21h30, também no Paiolão.


  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
Texto e fotos: Caio Machado