Polícia Civil apresenta suspeitos de assalto e receptação presos após perseguição, troca de tiros e acidente

O motorista do carro foi encontrado horas depois. Os policiais ainda identificaram outro indivíduo que seria responsável por desmanche dos veículos roubados.

Igor Nunes
10/08/2018 - 12h36

Polícia Civil apresenta suspeitos de assalto e receptação presos após perseguição, troca de tiros e acidente

A Polícia Civil apresentou na manhã desta sexta-feira (10/08) o resultado de uma operação policial que resultou na prisão de uma quadrilha suspeita de roubos a caminhonetes, caminhões e cargas na região. Além dos dois criminosos que foram presos durante uma perseguição, troca de tiros e um acidente na BR-365, os policiais prenderam o rapaz que fugiu do carro e outro indivíduo que é suspeito de receptação.

Segundo informações do delegado de Polícia Civil, Érico Rodovalho, os investigadores estavam em diligencias na BR-365 no intuito de localizar suspeitos de roubos a veículos de carga na região quando evitaram um assalto. Os policiais viram quando três homens em um VW/Gol branco, com placas de Belo Horizonte/MG, tentaram roubar um carro na BR-365, apontando a arma para o motorista do veículo.

Imediatamente os policiais tentaram interceptar o veículo, momento que os assaltantes reagiram e atiraram contra a viatura da Polícia Civil. Um policial foi atingido de raspão pelos disparos. Durante a troca de tiros, os policiais conseguiram esvaziar os pneus do carro, momento que os criminosos tentaram fugir. O motorista perdeu o controle, bateu contra o barranco às margens da rodovia e capotou na pista.

Leia também:
- Após perseguição e troca de tiros, assaltantes de caminhão capotam carro e dois são presos

Diego da Silva Serrão, de 23 anos, e Diego Amaro Bispo dos Santos, de 18 anos, foram presos dentro do carro. O motorista do veículo, Paulo Junior Pereira da Silva, de 27 anos, fugiu a pé no meio do mato. Ele foi preso horas depois no momento que chegavam a Patos de Minas. Com ele os policiais encontraram diversas munições de calibre .22, porém a arma utilizada no crime não foi encontrada.

Ainda durante as investigações, os policiais identificaram Marcos Antônio Barbosa, de 32 anos, que é apontado como o receptador dos veículos roubados. Segundo as investigações, após os crimes, as caminhonetes eram levadas para a propriedade rural de Marcos, onde era desmanchada e vendida no mercado negro.

O delegado disse ainda que foi confirmado que o trio teria roubado duas caminhonetes nos últimos dias, sendo uma GM/S-10 em Patrocínio, a qual já foi desmanchada e vendida, outra na data anterior em Pirapora, a qual os criminosos não conseguiram chegar com ela até a propriedade rural de Marcos para desmanchá-la. Nesta fazenda, os policiais apreenderam peças de veículo, mais um bloqueador de sinal de rastreador e uma caminhonete Nissan/Frontier que pertence a Marcos.

Durante a coletiva, os dois Diego preferiram ficar calados. Paulo Junior disse que não tinha nada a declarar e Marcos disse que não tem nada haver com a situação, informando que o material apreendido foi comprado licitamente e que tem notas para comprovar.

Os dois Diego e Paulo vão responder por roubo qualificado e tentativa de homicídio contra os policiais, além de outros crimes referente a fuga. Já o Marcos deve responder por receptação. A Polícia Civil vai continuar as investigações para tentar identificar outros integrantes da quadrilha.


  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
  • Galeria
Fotos: Bruno Pires