Patense denuncia despejamento de esgoto no Rio Paranaíba; Copasa alega normalidade

Segundo a Companhia de Saneamento de Minas Gerais, o problema no local foi provocado pela falta de energia elétrica por parte da concessionária responsável.

02/08/2018 - 16h50

Patense denuncia despejamento de esgoto no Rio Paranaíba; Copasa alega normalidade

O patense Walter Silva, morador do Bairro São José Operário, efetuou a gravação de diversos vídeos denunciando o despejamento de esgoto diretamente no Rio Paranaíba efetuado pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa).

A elevatória em questão está situada nas proximidades da Rua Florianópolis, no Bairro São José Operário, e pelas imagens é possível visualizar o despejo diário de incontáveis litros de esgoto in natura diretamente no Rio Paranaíba.

O secretário do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente de Patos de Minas (Codema) e presidente do Conselho Integrado de Meio Ambiente (Cima) Ivanildo Alves relatou que a situação é preocupante e se repete em diversas outras elevatórias da cidade.

“Infelizmente a Copasa efetua o dreno do esgoto para dentro do curso d’água. Eles afirmam estar coletando 80% do esgoto, mas o que chega até a estação de tratamento é muito pouco e o restante é jogado diretamente no Rio Paranaíba”, relatou.

Ivanildo ressalta que além das elevatórias estarem despejando o esgoto diretamente no afluente, também estão situadas em locais com risco de inundação e que, consequentemente, durante o período de chuvas, o processo de tratamento fica impossibilitado devido a isto.

Por e-mail, a assessoria de imprensa da Copasa informou que a elevatória já está operando normalmente nesta quinta-feira (02) e que o problema no local foi provocado pela falta de energia elétrica por parte da concessionária responsável.

Texto: Caio Machado