Curso do Senar qualifica cafeicultores de Patos de Minas

Patos de Minas é uma das 55 cidades que fazem parte da região do Cerrado Mineiro, onde o grão é caracterizado pela bebida fina e bom aroma.

Assessoria de Comunicação SENAR
06/05/2015 - 09h28

Curso do Senar qualifica cafeicultores de Patos de Minas

O Senar Minas, atento às necessidades dos cafeicultores da região, realizou em Patos de Minas o curso de Classificação e Degustação de Cafés. A ação foi resultado de uma provocação feita pelo gerente regional do Senar Minas junto a Cafex, uma cooperativa de cafeicultores do município.

Patos de Minas é uma das 55 cidades que fazem parte da região do Cerrado Mineiro (primeira região produtora de café demarcada no Brasil), onde o grão é caracterizado pela bebida fina, corpo forte e bom aroma. O clima é ideal para o cultivo de qualidade: verões quentes e chuvosos seguidos por invernos secos e frios. Só em Patos de Minas e municípios próximos, são aproximadamente 20 mil hectares plantados de café.

Buscando valorizar ainda mais esse produto do Cerrado que chega a mesa dos consumidores, a Cafex procurou a parceria com o Senar para somar conhecimentos. “A maioria dos 11 alunos são cafeicultores e filhos de cafeicultores, que querem aprender técnicas para agregar conhecimento ao trabalho que já é realizado”, explica à instrutora Helga Andrade.

O treinamento mostra as etapas de classificação e torra do café e ensina as técnicas de degustação, que são importantes para o reconhecimento das características dos diferentes tipos de cafés. No evento também foi abordado possíveis problemas na lavoura. “A qualidade do café começa na lavoura, por isso, aproveitamos a oportunidade para tirar as maiores dúvidas e dificuldades dessa etapa”, conta Helga.

A produtora de café, Neli de Jesus, avaliou o curso como “grande oportunidade para adquirir conhecimentos”. Esses conhecimentos servirão de incentivo para ela na realização de um grande objetivo: a microempresa de Torrefação de Café, que está sendo montada em sua fazenda situada no município de Presidente Olegário. Na propriedade já cultivam e comercializam o grão, agora, também poderão vender o café torrado e moído.

Um fato interessante era que entre os cafeicultores havia também uma estudante. Gabriela Campos, aluna de Biotecnologia na Universidade Federal de Uberlândia (Campus de Patos de Minas), se interessou pelo treinamento quando precisou realizar um trabalho acadêmico sobre fermentação de café. “Fiquei sabendo sobre o curso que o Senar iria oferecer e imaginei que seria um enorme aliado para o meu projeto. Fiquei impressionada com o aprendizado”, ressalta ela.

Texto e Fotos: Assessoria de Comunicação SENAR

Patos Notícias


Patos Notícias


Patos Notícias