Mama Mia! Estréia esse fim de semana no Brasil

Filme inspirado na discografia do ABBA traz Meryl Streep e grande elenco.

Lucas De Oliveira
09/09/2008 - 14h29

Mama Mia! Estréia esse fim de semana no Brasil

Mamma mia!, que teve pré-estréia neste fim de semana no Brasil, chega aos cinemas dia 12 de Setembro. O longa é dirigido por Phyllida Lloyd, que também dirigiu a versão de Mamma mia! montada na Broadway e foi produzido pela Universal Studios em colaboração com a Littlestar e a Playtone (empresa de Tom Hanks). O longa conta a história de Sofia (Amanda Seyfried), uma jovem prestes a se casar e que não sabe quem é seu pai biológico.

Ela então descobre, através do diário de sua mãe Donna (Meryl Streep), que existem três supostos homens: Sam Carmichael (Pierce Brosnan) - um arquiteto americano, Harry Bright (Colin Firth) - um banqueiro britânico e Bill Anderson (Stellan Skarsgård) - um escritor de viagens sueco. Sem ninguém saber, Sofia os convida para seu casamento numa ilha grega e tentar descobrir qual deles é seu verdadeiro pai. Donna, surpreendida com a presença de seus ex-affairs, inventa desculpas para não revelar o mistério.

O musical é baseado na discografia do ABBA (composto por Benny Andersson, Björn Ulvaeus e Stig Anderson) e escrito por Catherine Johnson (que produziu o livrete da peça que estreou em Londres em 1999). Mamma mia! é considerado o musical mais visto no mundo, com platéia superior a 35 milhões de espectadores. O longa também estreou com sucesso em Julho nos EUA e ficou em segundo lugar na lista de filmes mais assistidos no mês passado (arrecadando só nos EUA mais de 130 milhões de dólares).

O filme é divertidíssimo, leve e sua fotografia apela para a paisagem paradisíaca e natural de Kalokairi (nome fictício cuja ilha real é Skopelos). O elenco em geral parece se sentir a vontade em cena, mas Meryl Streep se destaca por dar um juvenil e despojado a Donna. Meryl parece uma criança. Pula, ri, dança e sua alegria, embalada pela trilha do ABBA, contagia o espectador.

Como musical, o longa é excelente. Tem ritmo, não é cansativo e não substitui falas por música (recurso enfadonho em algumas produções). Por outro lado, as situções cômicas em demasia, não são muito atrativas. Algumas piadas são vazias e em algumas sequências bailarinos entram em cena fazendo coreografias não muito sofisticadas. Mamma mia! está mais para comédia que para romance e a escolha do repertório (conhecida por várias gerações) envolve o espectador.

Patos Notícias


Patos Notícias


Patos Notícias