Mortandade de peixes no Rio Paranaíba preocupa moradores da região

25/09/2013

Diversos peixes agonizam as margens do rio em busca de oxigênio.


A Polícia Militar de Meio Ambiente esteve às margens do Rio Paranaíba, próxima à Ponte do Bigode na Estrada do Barreiro, onde deparou com uma grande mortandade de peixes. Os policiais foram chamados pelos próprios moradores e estiveram no local na tarde desta quarta-feira (25). S



Segundo o tenente Fernandes da Polícia Militar, pessoas que passaram pela Ponte do Bigode visualizaram diversos peixes às margens do rio e com a cabeça bem próxima a superfície e chamaram a Polícia Militar de Meio Ambiente através do telefone 198.



Os policiais foram até o local e ficaram impressionados com a quantidade de peixes. Muitos já boiavam sem vida e alguns levados pela correnteza do rio.



Morador do local há mais de 60 anos, seu Pedro Ferreira ficou assustado com o que viu. Ele lamenta que a situação vista por ele e disse que está preocupado com a poluição do rio. O trabalhador rural também pede atitude por parte das autoridades.



Técnicos da COPASA e estudantes do curso de Ciências Biológicas do UNIPAM estiveram no local para colher amostras da água e até de peixes. A COPASA vai encaminhar as amostras para dois laboratórios, sendo um em Patos de Minas e outro em Araxá, para saber o motivo da mortalidade.



Os alunos do UNIPAM recolheram amostras para estudo e também para os técnicos do SEMAD - Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, que devem vir a Patos de Minas nesta quinta-feira (26) para realizar uma análise da situação do rio.  


Autor: Igor Nunes - Fotos: Bruno Pires

Comentários

  • Daniel | 25/09/2013

    É triste.......

Comentar Notícia

PUBLICIDADE

VIDEOS

PATOS NOTÍCIAS| ONG oferece apoio a pacientes com câncer

10/04/2014

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PARCEIROS